Buscar
  • silviarpsicologa

Sim, uma criança também pode ter depressão

Durante muitos anos acreditou-se que isto era impossível e atualmente muitas pessoas ainda descartam ou negam esta hipótese, mas a verdade é que uma criança também pode ter depressão.

Algumas pessoas ainda acreditam que a depressão está relacionada com a quantidade de problemas de alguém e por isso, associam mais facilmente a depressão a problemas dos adultos,mas a verdade é que a depressão não está relacionada com a quantidade de problemas, provém de um conjunto de factores que podem ser de ordem diversa, até mesmo hereditária, por isso, uma adequada avaliação de cada caso é tão importante.

Mas voltando ao nosso tema, a depressão numa criança pode se manisfestar de forma semelhante ou ser diferente que num adulto.


Um adulto consegue mais facilmente dizer e demonstrar o que sente, numa criança as pistas surgem de outra forma.

Nem sempre é o choro frequente ou a tristeza, por vezes é a irritação, a rebeldia, a agressividade. Parece que andam sempre zangados com toda a gente, tudo os irrita.

Também podem queixar-se muitas vezes de dores de barriga, de dores de cabeça...ou seja, sintomas físicos, mas os médicos não conseguem perceber qual a causa daquela queixa.

Perdem a vontade de fazer as coisas, por exemplo, adoravam as aulas de dança e agora recusam-se a ir ou têm que ser obrigados, quase que arrastados, pois só lhes apetece ficar a dormir ou estar deitados no sofá.

Andam sempre cansados e sem vontade de fazer nada, ou começam a fazer algo e cansam-se logo.

Começam a mostrar um apego excessivo aos pais, andam sempre atrás destes e quando têm que separar-se, por exemplo, quando têm que ir para a escola, começam a chorar, verbalizam que não querem ir.

Começam a surgir medos, fobias que antes não existiam.

Nos recreios isolam-se, não lhes apetece brincar com as outras crianças.

Nas aulas e quando estudam, sentem dificuldade em prestar atenção e em concentrar-se.

Á noite, não quer dormir e existem algumas alterações quer seja no apetite como no peso que não são próprias do desenvolvimento.

Algumas vezes, podem verbalizar sentimentos de culpa, como por exemplo : "os meus pais têm que trabalhar muito por minha culpa" ou "os meus pais brigam muito por minha culpa" entre outros, ou mesmo uma auto-estima baixa com frases como: "eu sou estúpido" "ninguém gosta de mim", "ninguém se importa comigo".

Sim, uma criança também pode ter depressão.


0 visualização

Psicóloga Sílvia Rodrigues

  • Facebook

960055942

Rua das Mercês 41, Funchal, Portugal